Como viajar barato: 10 dicas para viajar barato hoje para qualquer lugar

Existem lugares maravilhosos que desejamos conhecer tanto dentro quanto fora do Brasil. O problema é que na maioria das vezes a falta de dinheiro nos impede de viajar tantas vezes quanto gostaríamos. Para tentar ajudar , nós selecionamos sete dicas sobre como viajar barato.

1) Defina o que é viajar barato para você

Já ouviu aquele ditado “o que é barato para você, pode ser caro para mim”? Nem todo mundo tem o mesmo padrão de renda e consumo. Algumas pessoas  podem comentar que não possuem dinheiro para pegar um “ônibus para São Paulo”, enquanto outros podem ter gastado cerca de mil dólares em uma semana no exterior e ter achado “muito barato”. Mas quem será que está com a razão?

Na hora de se planejar para viajar barato, coloque na ponta do lápis os seus rendimentos e confira quais são seus limites de gastos. Por exemplo, se o seu orçamento for baixo, você dificilmente terá condições de se hospedar em um resort. No entanto, poderá aproveitar pousadas, hostels e hospedagens mais acessíveis com o AirBnb. Da mesma forma, quem dispõe de mais dinheiro pode se permitir comer em bons restaurantes, ao invés de ir ao supermercado e cozinhar a própria comida.

O orçamento de uma viagem não é muito diferente de um orçamento doméstico. Você precisa saber bem onde alocar os custos para não cair em apuros. Não tenha medo de usar aplicativos ou planilhas para controlar melhor o seu dinheiro.

 

2) Fuja da alta temporada

As férias escolares e o fim do ano são considerados alta temporada para o turismo (justamente porque nessa época as pessoas têm mais tempo livre para viajar), por isso, é importante tentar fugir dos meses de julho, dezembro e janeiro, pois as passagens e hospedagens estarão mais caras.

Da mesma forma, a estação do ano também define a alta temporada de um local. Por exemplo, em Campos do Jordão a alta temporada é o inverno, por conta do Festival de Inverno da cidade. Então, para economizar, se possível, seria melhor ir para lá no verão (optar por isso não significa que você não vai aproveitar a cidade).

3) Viaje com escalas

Não é todo mundo que se sente confortável, mas optar por voos com escalas acaba saindo mais barato do que voos diretos. Porém, lembre-se que você terá que passar mais tempo se locomovendo de um lugar para outro (deve haver um período de espera no aeroporto até você pegar o segundo voo), o que pode te dar mais cansaço e fazer você perder algumas horas que poderiam ser usadas para conhecer algum lugar legal.

4) Chame um amigo para dividir as contas

Chamar um amigo para viajar com você vai fazer com que as contas (menos a da passagem aérea, se for o caso) sejam divididas em dois, o que torna tudo melhor. Se vocês escolherem um quarto de hotel para duas pessoas, por exemplo, farão apenas uma reserva e poderão dividir o valor, o que sai mais barato do que dois quartos individuais.

5) Caso viaje sozinho, fique em um Hostel

Caso você esteja viajando sozinho, a dica é optar por ficar em um hostel. Nessa modalidade, além de você ter a oportunidade de trocar experiências com pessoas diferentes, também optará por uma hospedagem mais barata do que os hotéis.

calculadora de milhas

Também há a opção de alugar um quarto em casas de família e tornar a experiência ainda mais imersiva, afinal, você estará em contato com pessoas que sabem como funciona o dia a dia do local onde você está e conhecem o coração dele.

6)  Hospede-se perto do Centro

Geralmente, é no Centro da cidade que estão os pontos turísticos principais do local ou, pelo menos, o acesso à eles. Por isso, quando estiver escolhendo a hospedagem, opte por aquelas que estão a apenas alguns metros dele. Assim, você poderá fazer a maioria dos trajetos necessários a pé e irá economizar com locomoção e tempo.

7) Use transporte público

Se você não estiver viajando de carro e houver bares, restaurantes e locais interessantes a serem visitados em um raio distante do seu hotel, opte por chegar até eles por transporte público, pois geralmente eles são mais baratos do que um táxi ou Uber.

Para saber as dicas de qual linha leva para qual local, você pode pegar mapas turísticos disponíveis nos Centros de Informação de onde você estiver ou conversar com moradores locais e até funcionários da sua hospedagem.

8)  Evite levar lembrancinhas para todo mundo

Geralmente, quando vamos viajar aparece aquele parente ou amigo que diz “traga uma lembrancinha para mim!”, mas saiba que isso torna a sua viagem mais cara. Tente explicar para essa pessoa que a falta de uma lembrancinha não vai diminuir o seu apreço por ela e traga apenas mimos para as pessoas mais importantes, ou até não traga nenhum.

9) Aproveite os descontos


Economizar nunca é demais. Até mesmo pequenas diferenças em torno dos 5% podem ter um grande impacto ao fim da viagem. Antes de comprar sua passagem ou seguro viagem, procure por cupons de desconto no Google, já que algumas companhias e agências online oferecem códigos promocionais exclusivos.

Verifique se a forma de pagamento escolhida no ato da compra oferece alguma vantagem, já que algumas companhias cobram taxas diferentes (ou até mesmo nenhuma) dependendo da bandeira do seu cartão. Aliás, ter um cartão de crédito que oferece cashback é uma ótima opção para receber parte do valor de volta!

Fique atento aos “descontos para primeira compra” ou “links de referência/indicação”, especialmente quando se trata de hospedagem. É possível economizar muito com acomodação apenas usando o privilégio de ser um novo usuário, ou ter se cadastrado a partir da indicação de um usuário já existente no site de reservas.

10) Use seus pontos e milhas acumulados no cartão

Tradicionalmente, para acumular pontos e viajar com milhas o consumidor costuma acreditar que é necessário gastar fortunas em cartão de crédito ou investir nos pontos gerados pelas próprias viagens. Mas essa é uma visão muito limitada sobre o acúmulo dos pontos. 

Existem outras maneiras para acumular as milhas e o que você precisa fazer é apenas organizar o seu padrão de consumo e se lembrar de pedir para pontuar. Veja quantas milhas e pontos você já possui, faça alguns ajustes na sua rotina para gerar mais milhas e aproveite os benefícios, descontos ou até mesmo venda suas milhas para deixar sua viagem ainda mais barata.

 

Deseja receber conteúdos exclusivos gratuitamente?

Cadastre-se para receber nosso conteúdo por e-mail.

Email registrado com sucesso
Opa! E-mail inválido, verifique se o e-mail está correto.